Debate sobre práticas de ESG e atualização das diretrizes curriculares pautaram o XV EPROCAD e XIV Encontro Estadual ANGRAD

Debate sobre práticas de ESG e atualização das diretrizes curriculares pautaram o XV EPROCAD e XIV Encontro Estadual ANGRAD

O evento, realizado pelo CRA-RS, por meio da Câmara de Ensino e em parceria com o Centro Universitário de Caxias do Sul  (UNIFTEC), ocorreu em formato híbrido, com atividades presenciais pela primeira vez desde 2019, e transmissão ao vivo pelo YouTube do CRA-RS. Com o tema central "Environmental, Social and Governance - ESG na Educação: Estamos preparando nossos alunos?”, o evento discutiu os desafios enfrentados pelos educadores na transmissão destes três pilares em sala de aula, assim como a necessidade de constante atualização enfrentada pela academia em relação às mudanças que ocorrem no mundo dos negócios com cada vez mais dinamismo. 

A abertura foi realizada pela Coordenadora da Câmara de Ensino do CRA-RS, Adm. Beatriz Barreto Machado Athanásio, seguido de considerações da Presidente do CRA-RS, a Adm. Claudia Abreu, e do reitor da UNIFTEC, professor Claudio Meneguzzi Junior. "É sempre uma satisfação sediarmos um evento com tanta importância, pois temos uma grande preocupação em formar alunos profissionais aptos a atuarem no mercado de trabalho. Entendemos que a administração é uma área multidisciplinar que perpassa muitos conhecimentos acerca de novos negócios e novas práticas do setor, e é dos focos da nossa gestão e das nossas instituições", conta a vice-presidente do grupo Ecoinove Educação, mantenedora da UNIFTEC, Professora Ana Paula da Silva, também presente no evento.

O Adm. Adroaldo Lazzarotto, representante da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD) no Rio Grande do Sul, reiterou a importância do evento. "O único conselho regional que mantém a parceria com a ANGRAD é o CRA-RS. A ANGRAD compartilha e soma esforços com os conselhos, e esta parceria é muito importante para os maravilhosos resultados das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) dos cursos de administração do estado", relata o representante. 

O encontro foi mediado pelas administradoras Beatriz Athanásio e Gislaine Ferreira e teve como primeira painelista a Adm. Valesca Reichelt, head de marketing corporativo da Atitus Educação, que falou sobre a relação do profissional da administração com o tema, e como é um desafio tanto para as empresas quanto para os docentes. “Precisamos trazer o ESG para dentro da nossa grade de ensino com práticas multidisciplinares e incorporar isso no dia a dia para que dê certo. São competências que precisamos desenvolver e não aplicar em somente uma disciplina do currículo dos cursos”, exemplifica ela. 

Em seguida, Camile Rebeca Bruns, consultora em gestão social e desenvolvimento sustentável, apresentou seu painel. Ela assegurou a importância que as políticas de ESG ganharam depois da pandemia: “Os dois últimos anos foram cruciais para o aumento da relevância do tema do ESG. A área da sustentabilidade, que antes precisava justificar muito seus argumentos, hoje já vê que as empresas conseguem perceber que trabalhar esta questão é importante também para o valor do próprio negócio”. 

No final da manhã aconteceu também a entrega do Prêmio Astor Roca de Barcellos 2022 para a aluna Bianca Viesseri Lorenzini, da PUCRS, que foi vencedora da segunda colocação e representou presencialmente todos os ganhadores da edição. A ganhadora do primeiro lugar foi a aluna Sabrina Guimarães de Vargas, do IFFar, e a ganhadora do terceiro lugar foi a aluna Manoela Kasper Kopittke, da UNISINOS. 

Após, ocorreu a cerimônia de entrega do Prêmio Docência no Ensino Superior de Administração, concedido aos administradores que atuam como docentes no ensino superior e prestam relevantes serviços à classe dos profissionais de Administração. A Medalha de Bronze foi entregue para profissionais que tenham completado 15 anos de docência até o último dia do ano anterior (2021). Os agraciados na categoria bronze foram a Adm. Viviane Obadowski, Adm. Rosane Pilger, Adm. Marcos Ricardo Prettolger, Adm. Rogério de Moraes Bohn e Adm. Lisiane Wolff. A Medalha de Prata foi entregue para profissionais que tenham completado 25 anos de docência até o último dia do ano anterior (2021). A agraciada na categoria prata foi a Adm. Elisandra Martins. A Medalha de Ouro foi entregue para profissionais que tenham completado 30 anos de docência até o último dia do ano anterior (2021). A agraciada na categoria ouro foi a Adm. Enise Barth. 

À tarde, o evento retornou exclusivamente de forma presencial com quatro oficinas sobre Diretrizes Curriculares Nacionais, ENADE e ESG. 

Oficinas encerram o sábado de evento

A Oficina 1 foi ministrada pela oficineira Adm. Graciane Berghahn Konzen, professora da UNIFTEC, e mediada pelo Adm. Nilson Rubenich com o tema “Diretrizes Curriculares Nacionais”. “As novas DCNs, implementadas em 2021, ampliaram as possibilidades que os cursos na área têm de desenvolverem novas matrizes e novas metodologias de ensino no campo da administração. Assim, podemos trazer um currículo atualizado para o mercado, focado nas necessidades e no perfil do egresso que está inserido neste mundo tão dinâmico”, conta a professora. 

A Oficina 2, ministrada por Eliane Moura e mediada pela Adm. Caroline Prates, teve como tema “Produção de Questões ENADE”. “Precisamos preparar o acadêmico ao longo da graduação, desde egresso, para que ele possa desenvolver habilidades necessárias que deem conta da proposta do exame”, explica a docente. 

A Oficina 3, com o tema “ESG para alunos: Prática'', contou com a condução da Adm. Valesca Reichelt e mediação da Adm. Gislaine Ferreira. “O tema do ESG é uma tendência de mercado e praticamente uma exigência, tanto de investidores quanto dos talentos que buscam empresas com esses propósitos. Os administradores precisam estar atualizados sobre esta temática para que possam levar para as organizações e alunos de forma prática”, relata a profissional. 

A Oficina 4 também abordou o tema principal do evento e discorreu sobre “ESG para Professores e Coordenadores (ANGRAD)''. Foi ministrada pelo Adm. Adroaldo Lazzarotto e o mediador foi Adm. Carlos Eduardo Sabrito. O professor contou: “ESG, por natureza, pressupõe uma formação integral do profissional, então ele não pode ser aplicado em uma disciplina somente, mas sim de forma transversal multidisciplinar. Ele é um conceito de conhecimento contínuo que irá formar o profissional como um todo durante sua jornada”. 

As quatro oficinas ocorreram de forma unificada envolvendo todos os participantes presentes.