Novo mundo através da Mediação e Arbitragem no cenário pós-pandemia: confira o debate do CRA-RS Recebe

Novo mundo através da Mediação e Arbitragem no cenário pós-pandemia: confira o debate do CRA-RS Recebe

Na noite desta quinta-feira, 16, o Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS), através da sua Câmara de Mediação e Arbitragem, promoveu o webinar “Novo mundo através da Mediação e Arbitragem no cenário pós-pandemia”.

Com transmissão virtual através do Google Meet, o painel destacou a grande oportunidade de uso dos Métodos Extrajudiciais de Solução de Controvérsias (MESCs) na solução dos litígios decorrentes da situação de pandemia e pós-pandemia. 

A diretora do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem (CONIMA) e do TAESP - Arbitragem e Mediação, Dra. Ana Lúcia Pereira, falou sobre a importância dos MESCs e a atuação do CONIMA em tempos de pandemia. “Na pandemia, fomos obrigados a rever uma série de conceitos que estavam enraizados, solidificados. Surgiram conflitos de toda ordem, contratuais, financeiros, de fechamento de empresas, desemprego, além dos conflitos emocionais. Nunca tivemos tantos conflitos em tantas áreas.”

“As câmaras de arbitragem e mediação também tiveram que se reinventar e encontrar oportunidades para se desenvolver ainda mais em todos os cantos do Brasil. Um exemplo disso é o paradigma de que mediação por meios virtuais não dava certo. Eu escutava muito isso e hoje se faz mediação virtual com tranquilidade. Nos adaptamos às novas situações”, analisa Pereira.

O presidente do IMAB, diretor do CONIMA e do Institute for The Study of Conflict (ISCT) Transformation, Dr. Adolfo Braga Neto, abordou a Mediação Empresarial em tempos de pandemia. Para ele, é necessário pensar o processo e a continuidade. “A mediação é flexível. Para ela, o período em que vivemos, foi um grande aprendizado e, ao mesmo tempo, o desenvolvimento de novas áreas.”

“Vimos, da noite para o dia, a necessidade de descobrir o que a tecnologia poderia nos oferecer para o diálogo com as características próprias da mediação. Passamos por uma evolução muito rápida. Hoje o que mais fazemos é a mediação com vários tipos de plataformas em que o objetivo é a construção de um diálogo diferente. Estamos enfrentando o conflito de maneira aberta. A perspectiva é pensar o momento para que haja a possibilidade de perspectivar o futuro.” 

Por fim, a diretora do CONIMA, conselheira da OAB/SC e CEO da Conversatio Arbitragem & Mediação, Dra. Giordani Flenick, apresentou seu painel “A atualização da Lei da Arbitragem facilitou o seu uso em tempos de pandemia?”. “A pandemia, apesar de todo o sofrimento e de todas as perdas, nos trouxe muito aprendizado, principalmente na questão da resiliência e da flexibilidade. Estamos a cada dia aprendendo a nos comunicar melhor.”

“A Lei da Arbitragem nos traz essa ideia de flexibilidade e de tratar os conflitos com responsabilidade. Muitos de nós não tínhamos a expertise de lidar com a tecnologia. Mas tínhamos a necessidade de sobrevivência, então aprendemos coisas novas e ajudamos uns aos outros. Hoje podemos fazer uma arbitragem em qualquer parte do mundo”, ressalta Flenick.